O potencial produtivo dos cultivos depende da interação entre genótipo, condições edafoclimáticas e manejo adotado. Já os níveis de produtividade podem ser divididos em: potencial, atingível e real. A produtividade potencial é aquela estimada quando os fatores de produção são plenamente favoráveis, sem interação de pragas, plantas invasoras ou doenças. A produtividade atingível é a aquela a ser alcançada mediante a interação dos fatores que se encontram disponíveis e planejados para determinada área: genética das plantas, fertilidade e manejo de solos, nutrição de plantas, irrigação, histórico de precipitação, luz, altitude, manejo de doenças, pragas e plantas invasoras, etc. A produtividade real é o resultado final obtido. Ele é o resultado da produtividade atingível subtraído das perdas causadas pelos fatores redutores de produtividade durante o ciclo das culturas, tais como: estresse hídrico e de temperatura, compactação e barreiras químicas de solos, erosão, desequilíbrios nutricionais, perdas causadas por doenças, pragas e plantas invasoras, etc.

O conceito Terrena Matter, surgiu com a pesquisa de todas essas interações e o resultados desse estudo foi um conjunto de estratégias que promovem resultados superiores, atuando diretamente na melhoria da eficiência no manejo da fertilidade do solo e da nutrição das plantas. Isso é possível pela interação de conhecimentos técnicos, serviços especializados e tecnologias que promovem maior disponibilidade de nutrientes no solo e que dinamizam seu uso pelas plantas .

 

Slide1